Compartilhe!

O ex-arcebispo de Olinda e Recife, Dom Helder Câmara, recebeu o título de “Servo de Deus”. A Congregação para a Causa dos Santos deu na manhã desta quarta-feira o parecer favorável para o início do processo de beatificação e canonização do religioso. A carta com o aval do Vaticano foi enviada na última segunda-feira pelo prefeito da Congregação para Causa dos Santos, cardeal Dom Angelo Amato.

Acusado de subversivo, candidato ao Nobel da Paz, tachado de ‘Bispo Vermelho’ pelos militares e amado pelos fiéis. Em mais de 60 anos de vida missionária, foram muitas as denominações atribuídas ao religioso que se tornou símbolo da luta contra a pobreza no Brasil. Dom Helder morreu em 1999, aos 90 anos.

Para os católicos que tiveram o privilégio de conviver com o bispo, é grande a expectativa em torno da abertura do processo de beatificação. Do Rio de Janeiro, onde ele atuou como bispo auxiliar nos anos 1960, poderá sair o primeiro milagre. Acometida por uma grave depressão, Helena Araújo, 65 anos, recebeu das mãos do religioso um terço que ela guarda até hoje.

“Foi uma lembrança da mãe dele, quando entrou para o seminário. Me senti curada. Para mim, ele sempre foi santo”, reconhece a moradora de Botafogo, que já prometeu em testamento devolver a relíquia para o instituto, em Pernambuco, onde está o acervo pessoal de Câmara.

Nascido em Fortaleza, em 7 de fevereiro de 1909, Dom Hélder veio para o Rio de Janeiro em 1936, onde permaneceu por 28 anos. Como bispo auxiliar, teve passagem marcante pela cidade. Ajudou a erguer a Cruzada São Sebastião, no Leblon, onde foram abrigados moradores removidos da favela da Praia do Pinto, na Lagoa; e a obra social Banco da Providência, a que até hoje recorrem os mais carentes.

Durante a ditadura, ele denunciou a tortura no Brasil e chegou a ter a casa metralhada. Em 1970, ele foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz, mas o governo brasileiro tentou derrubar a indicação. Mesmo assim, ele recebeu vários prêmios internacionais.

                                Compartilhe!

PADRE CLÁUDIO SARTORI, EXEMPLO DE VIDA!

Nosso Pai e Pastor, Pe. Cláudio Sartori, voltou para as montanhas da Itália. Deixará Saudades mais seus ensinamentos permaneceram vivos e incólumes em nosso intelecto e em nossos corações.

                                Compartilhe!

                  Mensagem dos Filhos de Sartori

Queremos agradecer pelo imenso carinho e vamos continuar com o nosso trabalho. Agradecemos primeiramente a Deus por colocar em nossas vidas Cláudio Sartori, o nosso Pai que é nosso educador espiritual, e nunca nos deixa desanimar, agradecemos também a Nossa Senhora Aparecida, madrinha e padroeira de nosso site que como mãe nunca deixou que a alegria se esgotasse m nossas vidas.
"Santa Mãe Maria nessa travessia, cubra-nos teu manto cor anil. Guarda nossa vida, Mãe Aparecida, Santa Padroeira do Brasil."
- A distância pode nos separar, mas é o amor que nos une.
Família Sartori, unida no amor da Santíssima Trindade. 

                                Compartilhe!

free counters
free counters
free counters
DMCA.com